SIGA O MEU BLOG

terça-feira, 23 de junho de 2009

ANDREA DUTRA

Andréa Dutra é uma cantora cuja voz foi talhada por muita MPB, jazz, samba e black carioca. O show Black Museu Brasileiro, contando a história do soul carioca, foi visto por casas lotadas, do Canecão ao Reveillon de Copacabana. Andréa abriu shows de Sandra de Sá no Teatro Rival, e teve Gerson King Combo, Claudio Zoli, Serjão Lorosa e Seu Jorge ao seu lado no palco. Sem contar com um infinito de músicos maravilhosos.

Estudou música na Pró-Arte. Foi indicada ao Prêmio Sharp pelo seu primeiro disco, Andréa Dutra, da Niterói Discos. Foi vocalista de Tim Maia. Foi afilhada de Sandra de Sá e madrinha de Nilze Carvalho, junto ao Arranco de Varsóvia, no Novo Canto. Em 2001 Andréa foi selecionada para integrar o grupo vocal de samba Arranco de Varsóvia, num teste com mais de 70 cantoras. Em 2005, o Arranco lançou o CD Na cadência do Samba, pela Dubas, e em 2006 venceu o Prêmio Tim de Melhor Grupo de Samba.

Em 2005 Andréa Dutra participou dos eventos pelo Ano do Brasil na França e fez show no Palácio de Versailles ao lado do pianista Paulo Malaguti. Andréa participou da coletânea Soul of Brazil, da gravadora americana You Records, e concorreu ao Grammy Latino de melhor canção do ano, em 2005, pela canção Disseram, de sua autoria, que vc pode ouvir aqui mesmo. Andréa se apresentou durante cinco anos nas tardes de sábado da Modern Sound, cantando jazz, mpb e samba ao lado do seu trio composto, na atual formação, por Paulo Malaguti, Augusto Mattoso e Caca Colon. O trio continua se apresentando por aí. A cantora tem participado de discos de outros artistas, como Amor mais que perfeito, do percussionista amazonense Gaudêncio Thiago de Mello, ao lado de Ithamara Koorax e Cris Delano; o Eletroacústico da Banda Zero; Planos, de Marcus Nabuco e De Paes para filhos, projeto infantil de Paulo Bi. Ao lado do violonista Marcus Nabuco, Andréa lançou, no segundo semestre de 2007, o CD O amor de uns tempos pra cá, com canções de amor de compositores contemporâneos. O CD está pré-indicado ao Prêmio TIm.

Em 2008, o Arranco de Varsóvia lançou a coletânea Samba e Progresso, pela Dubas e gravou o DVD Pãozinho de Açúcar - Arranco canta Martinho, ao vivo, na FECAP, com participação especial de Nelson SArgento e Martinho da Vila. Lançamento previsto para o primeiro semestre de 2009. Andréa prepara seu novo trabalho solo.


FONTE: http://www.myspace.com/andreadutra

Um comentário:

avantderniere disse...

um beijo pra vc, obrigada! andrea