SIGA O MEU BLOG

terça-feira, 6 de outubro de 2009

V.I.D.A (Eva Caixeta)

                   






 
                    Sem ser convidada
                    Chego nesse momento
                    Sem medo
                    Sem pânico
                    Sem mistério
                    Na hora
                    Num ritmo binário
                    Sem relógio.
                    Alma transparente
                    Peito cheio de amor
                    Querendo viver o agora.
                    Seu hálito limpo
                    Me desespera
                    Não fujo
                    Fico parada
                    Muda
                    Fecho os olhos
                    Beijo sua boca
                    E vejo seus lábios sorrirem...
                                                         
*Eva Caixeta é professora e poetisa (Machado-MG)

Um comentário:

Fabiana Cruz disse...

O amor ou paixão (atração), quando surge por mais que se queira fugir não se consegue escapar e o que tem a se fazer, é deixar rolar.