SIGA O MEU BLOG

sexta-feira, 26 de março de 2010

III FESTIVAL IBERO-AMERICANO DE TEATRO DE SÃO PAULO

Lima Duarte e Denise Fraga abrem no Memorial da América Latina a Mostra Principal, que exibirá montagens nacionais e de Portugal, Espanha, Cuba, México, Colômbia, Argentina, Peru e Uruguai

São Paulo – O inédito monólogo O Ator, escrito por Chico de Assis especialmente para a interpretação de Lima Duarte, e a premiada produção brasileira de A Alma Boa de Setsuan, com Denise Fraga, abrem na segunda-feira, dia 8, a Mostra Principal do III Festival Ibero-Americano de Teatro de São Paulo (Festibero), que até o dia 14 terá programação dupla no Auditório Simon Bolívar do Memorial da América Latina, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo. A entrada é gratuita e os ingressos devem ser retirados nas bilheterias a partir das 13 horas.

Também com entrada gratuita, a Mostra Paralela oferecerá uma viagem no tempo com montagens inspiradas nos tempos áureos do circo-teatro. Os espetáculos, sempre às 18 horas, serão apresentados pelo Circo de Teatro Tubinho, na lona montada ao lado do anfiteatro principal. As mesas de debates serão coordenadas por Analy Alvarez, presidente da Apetec, enquanto Chico de Assis dirigirá a oficina de dramaturgia.

Idealizado em 2008, nesta edição o organizador do Festibero, Fernando Calvozo, também diretor artístico da Fundação Memorial, inovou ao criar uma comissão de curadores com nomes importantes da dramaturgia nacional: Lima Duarte, Paulo Betti e a diretora teatral Elvira Gentil. A esse time se juntaram o produtor paulista Walter Malta, o diretor português José Leitão e a uruguaia Glória Levy, que participou da escolha dos grupos teatrais da região do Mercosul.

Novidades e homenagens

A Mostra Principal do III Festibero reúne, além do monólogo de abertura com Lima Duarte, 15 montagens – sete nacionais e oito estrangeiras com espetáculos diários às 19h e 21h, exceção dos dias 11 (quinta-feira) e 13 (sábado). No dia 11 a programação começa no Circo Tubinho às 18h com a apresentação do monólogo Tom Pain – uma obra baseada em nada, do grupo mexicano Entre Piernas. Explica-se: na peça do norte-americano Will Eno o ator fica uma hora em cima de um grande bloco de gelo – o que pede um clima intimista e um palco em que platéia e personagem estejam na mesma linha horizontal de visão.

Em Balada de um palhaço, no sábado às 18 horas, o espetáculo, também no Circo Tubinho, é o complemento da homenagem ao autor do texto, Plínio Marcos, que morreu há 10 anos. Pouco antes, às 17 horas, o jornalista e escritor Oswaldo Mendes lança o livro Bendito Maldito – Uma biografia de Plínio Marcos.

O Festibero é uma rara oportunidade de se ver espetáculos e companhias que dificilmente viriam ao Brasil, como o grupo cubano Argos, que traz Final de Partida, de Samuel Beckett. Ou os peruanos do Kolmifó Teatro, que prometem empolgar com o texto explosivo de La Importância Del Abrazo. Ou, ainda, a companhia portuguesa Kind of Black Box, que vai contar a história de três astronautas perdidos no espaço.

Do grande elenco de autores, diretores, atores e atrizes que passarão pelo palco do Auditório Simón Bolívar, um dos destaques entre os brasileiros é o grupo TAPA, que apresentará As Viúvas, texto de Arthur Azevedo.

A direção é da atriz Sandra Corveloni, que ganhou a Palma de Ouro de 2008 em Cannes. Atração e novidade vem com o espetáculo do Rotunda – grupo de teatro profissional pioneiro no interior de São Paulo. A peça de Shakespeare, Sonho de Uma Noite de Verão, dirigida pela conceituada Teresa Aguiar, marca a estréia da jornalista e ex-apresentadora de telejornais da Rede Globo, Valéria Monteiro.

Se na abertura o público terá o privilégio de ver o talento e a experiência de dois atores como Lima Duarte e Denise Fraga, o último ato do III Festibero não deixará por menos. No palco, Norival Rizzo encarna O Homem das Cavernas, um dos mais badalados espetáculos do panorama teatral em 35 países, já visto por mais de 8 milhões de pessoas.

Serviço

III Festival Ibero-Americano de Teatro de São Paulo
De 8 a 14 de Março
Auditório Simon Bolívar
Entrada Gratuita (Não recomendado para menores de 12 anos)
Ingressos: a partir das 13h nas bilheterias

Programação
Mostra Principal
8 de março - segunda-feira - Brasil
20h30 – A abertura oficial – Aud. Simón Bolívar.
21h00 - Monólogo "O Ator", de Chico Assis, com Lima Duarte, São Paulo, Brasil – Aud. Simón Bolívar.
21h30 - "A Alma Boa de Setsuan", de Bertolt Brecht, com Denise Fraga, Brasil – Aud. Simón Bolívar.
9 de março - terça-feira - Uruguai e Argentina
19h00 - "Rodando", Buenos Aires, Argentina - Aud. Simón Bolívar
21h00 - "Los Padres Terribles", Montevideo, Uruguai - Aud. Simón Bolívar
10 de março - quarta-feira - Peru e Brasil
19h - "As Viúvas", de Arthur Azevedo, Grupo Tapa, Brasil - Aud. Simón Bolívar
21h - "La importancia del abrazo", Cia. Komilfó Teatro, Lima, Peru - Aud. Simón Bolívar
11 de março, quinta-feira - México e Colômbia
18h - "Tom Pain", Entre Piernas Produciones, Cidade do México, México, Praça da Sombra/Circo Tubinho
19h - "Tu Ternura Molotov", Cia. Fundacion Teatro Nacional, Bogotá, Colômbia – Aud. Simón Bolívar
21h - "A Tempestade e os Mistérios da Ilha" Santa Estação Cia. de Teatro, Porto Alegre, Brasil – Aud. Simón Bolívar

12 de março - sexta-feira - Cuba e Brasil
19h - "Sonho de uma noite de verão", Grupo Rotunda, Campinas – Aud. Símón Bolívar
21h - "Final de Partida", Cia. Argos Teatro, Havana, Cuba – Aud. Simón Bolívar
13 de março - sábado - Espanha e Brasil
18h - "Balada de um Palhaço", Cia. Arte & Fatos, Goiás, - Circo do Tubinho
19h - "As troianas – Vozes da Guerra" , Núcleo Experimental, São Paulo, Brasil – Aud. Simón Bolívar
21h - "Gris Mate , Cia. Katu Beltz, Países Bascos, Espanha – Aud. Simón Bolívar
14 de março - domingo - encerramento - Portugal e Brasil
19h - "Homem das Cavernas", São Paulo, Brasil – Aud. Simón Bolívar
21h - "Lost in Space", Cia. Kind of Black Box, Portugal – Aud. Simón Bolívar

Mostra paralela
Horário: 18h
9 de março - terça-feira
"A canção de Bernadete" - Cia. Circo Teatro Tubinho - SP - Brasil
10 de março - quarta-feira
"O Ébrio" - Cia Circo Teatro Tubinho - SP - Brasil
12 de março - sexta
"Marcelino Pão e Vinho" - Cia Circo Teatro Tubinho - SP - Brasil
14 de março - domingo
"Tubinho Baixa Macho" - Cia Circo Teatro Tubinho - SP – Brasil
Oficina de Dramaturgia com Chico de Assis
Sábado, 13 de março, das 12h30 às 15h30
Informações e inscrições: 3823.4787 (festiberoteatro@gmail.com)

Debates
Mesa 1 : quinta-feira, 11 de março, às 16h, Sala dos Espelhos
Tema: As escolas de teatro melhoram o nível dos atores da nova geração?
Debatedores: Lígia Cortez, atriz e diretora teatral
Zé Carlos Andrade, professor
Rodolfo Garcia Vasques, diretor teatral
Convidado internacional: Pilar Nunes, presidente da Rede Latino Americana de Produtores Culturais Independentes, de Lima, Peru.

Mediador: Lucia Capuani, professora e diretora teatral
Mesa 2: sexta-feira, 12 de março, às 16h, Sala dos Espelhos
Tema: As tendências da nova dramaturgia

Debatedores:
Samir Yasbek, diretor teatral
Chico de Assis, mestre em dramaturgia
Ênio Gonçalves, ator, autor e diretor teatral

Convidado internacional:
Glória Levy, professora e diretora teatral do Uruguai
Mediadora: Analy Alvarez, presidente da Apetesp e diretora teatral

Mesa 3: sábado, 13 de março, às 16h, Sala dos Espelhos
Tema: Viabilidade das produções alternativas

Debatedores:
Alexandre Mate, professor
Efren Colombani, produtor cultural
Atílio Bari, ator e diretor teatral

Convidado internacional:
José Leitão, diretor teatral e coordenador do Festival Fazer a Festa, Porto, Portugal
Mediadora: Elvira Gentil - Diretora Teatral

Assessoria de Imprensa
Textos/Produção/Edição
Daniel Pereira/Eduardo Rascov/BarbonieBorges
Gerência de Comunicação: Sircarlos Parra Cruz
11 3823 4600 – memorialcomunica@gmail.com

Um comentário:

Lady Salieri disse...

NOssa, mas justo junto com o colombiano? Tantas datas... O festival aqui ta excelente, convidado de honra é a china, obras magistrais...Por isso não vi nenhuma obra brasileira...