SIGA O MEU BLOG

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

ANTONIO CANDIDO GRAVA FILME ESPECIAL COMO PATRONO DO FLIPOÇOS 2012


“Em sua sala biblioteca Antonio Candido recebe a GSC e dá um show sobre a Semana de Arte Moderna”


Foi um momento singular. A visita que a GSC fez à casa do maior intelectual do Brasil, Antonio Candido pode ser comparada a alguns daqueles momentos excepcionais recheados de sabedoria, informação e cultura. Muita cultura. Com um raciocínio linear e sem se perder um segundo na sua linha do tempo, Candido, falou sobre a Semana de Arte Moderna com tanta lucidez que parecia que os fatos estavam acontecendo naquele momento. 

“Foi assim, na tarde chuvosa e gostosa que passamos mais de três horas, em meio a muitos livros raros e cheios de histórias, junto ao nosso patrono do Flipoços 2012. Ficamos impressionados com a cabeça deste senhor de 93 anos, conta Gisele Ferreira”. A reunião aconteceu em São Paulo onde Antonio Candido, pôde narrar vários acontecimentos da Semana de 22 e de sua profunda amizade pelos “modernistas”, em especial, pelos escritores Oswald e Mario de Andrade. 

“Minha relação com Mario de Andrade foi muito além da Semana de Arte Moderna, conta Candido, fui casado com a sobrinha dele, a Gilda. Mas cultivei ainda uma amizade profunda por Oswald de Andrade”. Entre vários livros recebidos dos amigos escritores, Antonio Candido, mostra uma raridade: o livro “Macunaíma” escrito por Mário de Andrade em 1928, e o exemplar que Candido possui foi encontrado em Poços de Caldas, na Livraria Vida Social. 

“A Livraria Vida Social, tinha livros na época que não se encontrava em lugar nenhum do mundo. Era impressionante como nesta livraria tinha tudo e muitas raridades”, enfatiza Candido durante a entrevista, enfatizando a “tendência literária” da cidade. “Eu tenho um amor profundo por Poços de Caldas. Foi nela, que passei os anos dourados da minha vida. Minha casa até hoje ronda os meus sonhos”, emociona-se Antonio Candido, lembrando da casa na R. Capitão Affonso Junqueira (esquina com a R. Rio Grande do Norte) e onde viveu grande parte de sua vida.

“Fico muito triste quando lembro que nossa casa foi destruída e a história foi perdida”, conta Antonio Candido. Mas apesar de todas as saudades, Candido passou tempos muito felizes em Poços de Caldas e diz com todo entusiasmo: “Poços de Caldas é a melhor cidade do mundo para viver”. Com esta emoção e muitas outras histórias contadas por Antonio Candido, que a organização do Flipoços 2012 está preparando um filme exclusivo e, certamente, um dos principais documentos que a cidade terá do crítico literário e do intelectual mais importante da atualidade. 

O filme tratará não só de histórias da Semana de Arte Moderna contada por um dos únicos participantes vivos, como também vai mostrar um pouco da vida, da intimidade, das obras e profundo amor por Poços de Caldas. O filme será apresentado na íntegra dia 28 de abril, às 20 horas, no Teatro da Urca, na abertura oficial da 7ª. Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas e Flipoços 2012. “Com minha idade avançada, estou proibido de passar por fortes emoções. 

Não tenho mais estrutura para isso. Por isso, este filme vai ser a forma de eu me comunicar com o público maravilhoso do Flipoços 2012. Estou muito feliz pela homenagem e por fazer parte deste evento que tende a ser um dos maiores do Brasil” enfatiza Antonio Candido. 

Em compensação, a noite de abertura contará com a “performática e com a sonoridade corporal” do show com Badi Assad. Todas as novidades e o andamento desta grande festa literária podem ser acompanhadas pelo site www.feiradolivropocosdecaldas.com.br Informações pelo (35) 3697 1551.


Legenda da Foto:
  • Gisele Ferreira e Antonio Candido – documento feito especialmente para o Flipoços 2012;
  • Professor Antonio Candido em conversa com Gisele Ferreira e com o co-curador da temática, Stelio Marras – saudades dos amigos do passado e de Poços de Caldas;
  • Antonio Candido mostra com emoção um dos livros autografados pelo amigo “modernista” Oswald de Andrade;
Badi Assad – Show especial em homenagem a Antonio Candido

sábado, 1 de outubro de 2011

Fala Escritor no mês das crianças


Na edição de outubro, o Fala Escritor faz uma homenagem a todos os escritores mirins, na figura do talento mais jovem da Bahia: Gabriel Maciel. No evento também vão ser lançados os livros “Figuras Típicas e Religiosidade Popular de Jequié”, de Domingos Ailton e “Che, um poema guerrilheiro”, de Carlos Pronzato. 
Além disso, a música ribeirinha de Dé Barrense e os recitais poéticos completam a noite de sábado (08/10) na Saraiva do Iguatemi, a partir das 18 horas, com entrada franca.

Movimento Cultural Clarear (MCC)
Nesta edição o Fala Escritor apresenta uma família ímpar e plural. Clara Maciel é a matriarca de uma trupe da alegria e das letras. Fundadora do MCC, ela é mãe, escritora, poetisa, cordelista, ativista cultural e promotora de eventos. Clara se apresenta no quadro “Quem é o escritor” e traz consigo os filhos: Gabriel Francisco Santos Maciel, 12 anos, que aos seis ganhou concurso de poesia da rede Municipal de ensino. 
Aos oito anos lançou o primeiro livro, “Histórias do Folclore”, na Biblioteca Infantil Monteiro Lobato. No mesmo ano recebeu a medalha “Nosso Talento”, da Secretaria de Educação de Salvador. Em agosto de 2009, lançou na Biblioteca Juracy Magalhães Jr., no Rio Vermelho, o segundo livro “O Pequeno Grande Herói”; Camilla  Maciel, 16 anos, cursando o 4º ano técnico em eletromecânica, lançou “Um Pesadelo Chamado Otto”, seu primeiro livro.

LANÇAMENTOS
“Figuras Típicas e Religiosidade Popular de Jequié”, livro de autoria do professor e jornalista Domingos Ailton, que abordará o tema Tradição Oral e a Literatura Regional em sua palestra. Membro-fundador da Academia de Letras de Jequié, autor de peças de teatro, documentários e romances históricos, Domingos também edita a revista “Cotoxó” e dirige a ong Grupo Ecológico Rio das Contas – GERC, além de participar de movimentos culturais e políticos no Brasil inteiro.

O jornalista Carlos Pronzato lança “Che, um poema guerrilheiro”. Pronzato é cineasta argentino e reside no Brasil. Atuou na Revolta do Buzú, quando estudantes tomaram a rua para protestar contra o aumento da passagem do ônibus, em Salvador; e no dia 16 de maio de 2001, quando universitários exigiram a cassação do senador baiano Antonio Carlos Magalhães

Seu mais recente documentário, "Madres de Plaza de Mayo, Memoria, Verdad, Justicia" (Produção Executiva de Lola Laborda) ganhou o Prêmio Especial do Juri na XXXVI Jornada Internacional de Cinema da Bahia (2009) e o Premio Internacional Roberto Rossellini, no Festival de Maiori, na Itália (2009).

MÚSICA
Dé Barrense, o porta-voz do Rio São Francisco, depois de uma turnê por Sampa, terra da garoa, volta à terra do axé e da alegria, para encher o espaço Glauber Rocha com seus cantos e acordes. 
Dé já gravou vários CDs independentes e musicou 18 poemas de Valdeck Almeida de Jesus. Sucesso nas rádios Raiz Online (Portugal) e Sol (Diadema-SP), a música dele transpõe fronteiras e viaja mundo a fora.

PROJETO
O Fala Escritor nasceu da iniciativa do escritor e historiador Leandro de Assis, com apoio de vários outros poetas. A proposta é abrir espaço para escritores divulgarem suas obras, recitarem poemas e fazer intercâmbio cultural. A equipe é composta por Leandro de Assis, Valdeck Almeida de Jesus, Renata Rimet, Fau Ferreira, Carlos Souza, Pinho Sannasc e Cymar Gaivota.

Serviço:
O que: Fala Escritor – mês das crianças
Onde: Livraria Saraiva Mega Store do Shopping Iguatemi.
Quando: Dia 08 de outubro (sábado) a partir das 18h.
Entrada: Grátis
Informações: (71) 8831-2888 / 8805-4708 / 8122-7231