SIGA O MEU BLOG

terça-feira, 26 de maio de 2009

O ETERNO LAMENTO DE UM BARDO


O ETERNO LAMENTO DE UM BARDO

*Robson Fernades

Então silenciosamente eu sonho
E minha dor cessa por um instante
Acordo entre velhos amigos do passado
Juntos tocamos nossa melodia
E nos deleitamos de vinho e broa

Quando menos espero
Eis que o presente grita o meu nome
Querendo despertar-me para a triste realidade
Abro os olhos e minha dor volta
Caio no vazio... Diante de todos
E ninguém pode fazer nada

Então, juntos tocamos nossa melodia
Cantamos tristemente a minha dor
E pelos longos caminhos do silêncio
Lágrimas amargas de minha nova vida
Para sempre e eternamente jamais secarão


*Robson Fernandes é músico e poeta (Machado/MG)

4 comentários:

DUDU disse...

ROBSON FERNANDES É UM POETA DE EXPRESSÕES PROFUNDAS QUE MERECEM REFLEXÃO.ESTE TEM DIREITO A UM LUGAR NA ACADEMIA DE LETRAS DO BRASIL.MANDE MAIS POEMAS DESTE POETA INCRÍVEL!!!!!!!!!!!!!!!!

DUDU disse...

Estamos precisando de pessoas com tal sensibilidade e pureza de expressão.Parabéns Robson Fernandes!! Esperamos nos deliciar mais vezes com outras produções deste autor. Nos presenteie mais, Carlos!

Maria de Fátima disse...

CARLOS OBRIGADO POR ESTE POEMA. MANDE-NOS MAIS DESTE AUTOR.

aline disse...

ja foi postado faz maior tempão...
mas agora que eu vi e gostei muito!!!
valew Carlos ""