SIGA O MEU BLOG

terça-feira, 24 de junho de 2014

O DIÁLOGO DOS AMANTES




           
No século XIX, Machado de Assis escreve “Memórias Póstumas de Brás Cubas” e, no capítulo LV, descreve o que os amantes, Brás Cubas e Virgília, enamorados que estavam, deviam conversar ou fazer em seus encontros e diz ainda que não é necessário dizer a alguém o que dois seres enamorados se dizem em um encontro. O capítulo se resume neste quadro que vemos abaixo, embora ele o tenha feito um pouco maior.
 O amor, em cada tempo e todo o tempo, é o mesmo; a sua forma de expressão muda conforme o estilo pessoal, ou seja, cada um dá àquilo que sente uma forma e a expressa de acordo com seu desejo ou sua disposição, ou ainda, o seu sentimento amoroso.

Brás Cubas
........................................?
Virgília
.................................
Brás Cubas
...............................................!! ?.......................................?..............
Virgília
.....................!...............................................................!!
Brás Cubas
................................?...................................!.......................?
Virgília
......................! ...........................................................? !

            O namoro, encontro de duas pessoas que se olham e se reconhecem como parceiros, não é mais reconhecido, claro, como nos tempos antigos. Camões já cantava o amor como força vital para o homem, mas ele mesmo, pelo que se lê nos livros, não teve grande retidão no amor. Mesmo assim, deixou-nos belos poemas de amor, os seus famosos sonetos.
            E parece-nos que suas palavras viam que o sofrimento era um grande parceiro dos apaixonados, segundo nos comprovam seus  próprios versos: “Ah o Amor... que nasce não sei  onde ,vem não sei como e dói não sei por quê”.
            As experiências pessoais são as mais precisas, em se tratando de relações amorosas, embora todos nós continuemos a esconder debaixo do tapete muitos fatos que nos aprisionam em nós mesmos. Histórias reais de encantos e desencantos devem correr todas as ruas, todas as casas, a todo momento,  mas, ante essas nós nos calamos: os fatos reais não nos  trazem a mesma beleza que as histórias romanceadas por bons escrevinhadores.
            No século XX, Fernando Pessoa, que não sei se soube amar com grande coração, disse que “todas as cartas de amor são ridículas / Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas / Também escrevi em meu tempo cartas de amor, como as outras, ridículas”. Será que pensar o amor, assim ridículo, é fruto do desencanto?
            Atualmente, já no século XXI, o que se vê são mensagens escritas através de celulares, facebook, onde as pessoas, de modo geral jovens, meninos e meninas, ainda bem sonhadores e desejosos de encontrarem um par para sempre, abrem o coração em palavras e nada escondem dos seus sentimentos.
            O que antes exigia uma boa dose de contenção, hoje chega a ser bem permissivo. Ninguém esconde mais nada: palavras, gestos, corpo, sentimento. Tudo é possível e louvável. Chamam a isso de libertação total. 
            Pesquisei alguns modelos de mensagens para ajustar minhas palavras anteriores e deixo claro que não há nenhuma crítica sobre o fato, só uma constatação. Lógico que não vejo todas as coisas com olhos de adolescente, mas, também, não quero me posicionar como uma fora do tempo.
“ Estar com você ontem, hoje e amanhã foi o melhor presente que eu poderia ganhar do meu coração”.
“ É verdade que preciso do meu coração para viver... mas preciso muito mais do teu para o fazer bater”.
“ Importante não foi o dia que te conheci, mas o momento em que você passou a viver dentro de mim”.
“ Eu amo tudo em você, amo o jeito de olhar, a carinha de quem não tá entendendo nada, seu jeito distraído, a forma como você joga o cabelo, mas, principalmente, amo seu jeito meigo e diferente de ser”.
“ Você é único motivo para eu estar feliz neste dia tão especial”.
“ As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar”.
“ Que esse dia não seja apenas um dia como todos, mas sim, um dia especial, assim como você é para mim”.
“ Ainda bem que a gente se encontrou: não consigo viver sem você”.
“ Se eu tivesse cem corações, todos seriam seus”.
“ “ Amor, para mim, você será sempre um eterno namorado”.
“ Se a tua vida depender do meu amor, viverás além da vida, pois eu te amo além do amor”.
“ Juntos temos sonhos, esperanças, planos e, principalmente, temos o amor que nos torna capazes de ousar e de acreditar que nossos amanhãs serão brilhantes”!.
“ Quando duas pessoas se amam, elas não se submetem e não se dominam. Apenas se completam”.
“ Mais um dia para comemorarmos juntos: obrigado por você existir”.
“ Um sonho sonhado com você é uma nova realidade”.
“ O amor está no ar esta semana: ´Dia dos Namorados`”.
“ Parabéns pelo nosso dia e obrigado por fazer parte da minha vida e torná-la tão bela”.
“ Tudo que eu quis para minha vida se resume no que nós sentimos um pelo outro: Amor e mais Amor”.
“ Sabe o que me faz tão feliz nesta data especial? _ Você”.
“ Eu agradeço a Deus que fez você pra mim e me fez pra você e fez a gente se encontrar”.
“ Your words are my food, your breath is my wine; You are everything to me”.
“ O meu amor por você só cresce a cada dia”.
“ Ser profundamente amado por alguém nos dá força; amar alguém profundamente nos dá coragem”.
“ Ontem você era meu sonho; hoje você é minha felicidade”.
“ O amanhã pode ser incerto, mas o amor que sinto por você, esse é certo, único e eterno”.
“ Eu amo amar você”.
            Todas as palavras de amor são ditas abertamente, para que todos vejam e ouçam. Qual dois tempos pode ser considerado melhor? Aquele em que só os corações podiam perceber ou este que deixa a palavra no facebook? É possível fazer equivalência?
            Com tudo isso, concluo que o amor nos dá um parecer sobre os fatos no tempo e sobre o tempo nos fatos. O tempo vai andando, as palavras vão ganhando novas verdades, em qualquer língua, as consciências vão entrando em fotos mais coloridas e diversificadas e todas as impressões vão se tornando realidade.
            Bom mesmo é saber que será continuadamente assim, na infinitude das almas e na real sensação de todos nós.
            Parabéns a todos os casais que namoram, enamorados que eram, que são e que serão. Serão?

Nenhum comentário: